FGTS: saiba o que fazer ao descobrir que não tem havido depósito deste seu direito!

Saiba O Que Fazer Ao Descobrir Que Não Tem Havido Depósito Deste Seu Direito (1) Dra. Elaine Fernandes Blog - Escritório de Advocacia em Várzea Paulista - SP | Dra Elaine Fernandes
Se tem uma coisa que muitas vezes passa despercebido pelos trabalhadores é o recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pela empresa.

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Descobri que não depositaram meu FGTS, o que posso fazer?

Se tem uma coisa que muitas vezes passa despercebido pelos trabalhadores é o recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pela empresa.

Isso ocorre por diversos motivos: porque o trabalhador não acompanha mensalmente os depósitos, por ser de responsabilidade do empregador, por não ter tempo de verificar, a empresa esquece de recolher na data correta, a empresa não recolhe por sonegação e assim vai.

Por muitas das vezes isso ocorre justamente naquele momento onde o trabalhador mais esta precisando para poder pagar uma determinada despesa, compromisso ou imprevisto que surgem no decorrer do cotidiano.

E o pior disso tudo é que, anda se tornando uma situação corriqueira, há muitas empresas que deixam de efetuar o recolhimento do FGTS de forma correta e o trabalhador passa a perceber sobre isso quando é desligado da empresa.

Se você é um funcionário que passa por uma situação dessa ou conhece alguém que esta nessa situação, eu vou te dar algumas dicas para que você possa ficar mais confortável com a sua conta do FGTS.

1 – Vá até à Caixa Econômica Federal mais perto de você

A sensação de desrespeito pela empresa é grande.

Ainda mais se esta insatisfeito com alguma situação da empresa além do FGTS. Mas calma ai, antes de sair discutindo com o seu patrão ou fazer algo para ser demitido.

Procure consultar seu extrato na CEF.

Por que disso? Porque a CEF é o banco responsável pela administração da conta do FGTS, portanto, basta você levar sua carteira de trabalho ao banco ou informar o seu CPF e solicitar o extrato do FGTS, eles vão te disponibilizar o extrato detalhadamente desde a data de seu início até o mês atual que você trabalha.

Mas eu não tenho tempo de ficar indo ao banco e esperar uma fila enorme até ser atendido. Tudo bem, tem outra alternativa para você.

A CEF disponibiliza aplicativo para Android e Iphone que permite se cadastrar de forma fácil e rápido, te ajudando a consultar o saldo de onde quiser e quando quiser.

2 – Converse com seu patrão ou RH da empresa

A primeira coisa que vem à cabeça é “vou colocar na justiça”, mas isso não deve ser a primeira opção que você deve tomar.

Muita das vezes pode ocorrer que dentro na empresa há um setor exclusivo para tratar dessas demandas em relação ao FGTS, e consequentemente por algum motivo, esqueceram de recolher na data correta ou até mesmo pela alta demanda da empresa ainda não foi processado.

Por essas razões, o atraso ou a falta de recolhimento do FGTS podem ser resolvidos de forma amigável sem precisar acionar a justiça e aguardar por um procedimento demoraddo.

3 – Não me resta outra alternativa

Você consultou o extrato do FGTS, tentou conversar com meu patrão ou RH da empresa, tentou de todas as maneiras possíveis de solucionar o problema e mesmo assim não conseguiu resolver.

E agora?

Agora é a hora de aplicar aquela primeira alternativa que você pensou antes das dicas que eu coloquei aqui.

Buscar a solução através da justiça.

É comum querer resolver na justiça os assuntos pendentes com o empregador, porque você sente desrespeito, humilhação, impotência e demais sentimentos ao saber que não era cumprida as obrigações pela empresa, sendo que você cumpria certo.

Eu trouxe essa alternativa como a última por quê?

Respondendo à pergunta acima, é porque muitos tentam resolver seus problemas imediatamente, quem tem problema não gosta de adiar a solução desse problema que dar tanta dor de cabeça. E a justiça como sabemos é um pouco lenta para algumas questões.

Mas não pode descartar essa opção, embora possa demorar um pouco, é um meio que garante o cumprimento de suas obrigações com o trabalhador e vice-versa.

Nesse momento é importante que você tenha um acompanhamento profissional e técnico sobre seus direitos e deveres te orientando quais procedimentos vão tomar para que possa resolver de forma satisfatória.

Fonte: Jornal Contábil

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a Constituição…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat