Divulgado os novos prazos para pedido do seguro desemprego!

Divulgado Os Novos Prazos Para Pedido Do Seguro Desemprego - Escritório de Advocacia em Várzea Paulista - SP | Dra Elaine Fernandes

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Pedido de seguro desemprego deve subir para 24 meses

O Governo Federal vem preparando a volta do BEm (Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda), a medida apesar de ser liberada nos mesmos moldes do ano passado, este ano o governo pretende utilizar o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que é o responsável pelo pagamento do seguro-desemprego para custear as novas medidas.

BEm 2020 x BEm 2021

O BEm 2021 deve funcionar nos mesmos moldes do ano passado, quando no mês de abril de 2020 foi publicado uma portaria regulamentando o Beneficio Emergencial de Manutenção ao Emprego e da Renda. A medida permitiu que os trabalhadores tivessem suas jornadas de trabalho bem como salários reduzidos, permitindo também a suspensão temporária do contrato de trabalho.

O processo onde o o empregador e empregado firmavam um acordo, onde o salário podia ser reduzido em 25%, 50% ou 70% com redução equivalente na jornada ou ainda com o contrato de trabalho temporariamente suspenso devem se manter iguais.

O que necessariamente muda para este ano, diz respeito à medidas que vão custear o programa este ano. Em 2020 em decorrência da pandemia havia um orçamento de guerra que permitia o financiamento de projetos suspendendo o teto de gastos, com a finalidade de mitigar os efeitos da pandemia no país.

Já para o ano de 2021, não há mais o orçamento de guerra que permite o financiamento de novas medidas fora do teto de gastos, logo, para que seja possível viabilizar o retorno do BEm, o governo pretende que a medida seja custeada pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador que é o fundo responsável pelo pagamento do seguro desemprego.

Novos prazos para pedir o seguro desemprego

Para que a medida se torne viável bem como para reduzir o impacto aos cofres do FAT, a estratégia do Ministério da Economia está relacionado ao pagamento do seguro desemprego, onde será elevado o prazo médio para que o trabalhador tenha acesso ao benefício.

Para que seja viabilizado o retorno do BEm bem como para reduzir os impactos aos cofres do FAT, o governo pretende elevar o prazo para o qual o trabalhador poderá acessar o seguro desemprego.

Vale lembrar que a medida terá vigência de 60 dias podendo ser prorrogado por mais 60 dias.

Confira agora como deve ficar as novas regras para concessão do seguro-desemprego:

Trabalhador que está solicitando o seguro desemprego pela 1ª vez

As regras para o trabalhador que vai pedir o seguro desemprego pela primeira vez não mudará, ou seja, será necessário 12 meses de trabalho para ter acesso ao benefício.

Trabalhador que está solicitando o seguro desemprego pela 2ª vez

O cenário onde o trabalhador pretende solicitar o seguro desemprego pela segunda fez sofre alteração e passará de 9 meses para 18 meses.

Trabalhador que está solicitando o seguro desemprego pela 3ª vez

No último cenário, caso o trabalhador pretenda solicitar o seguro desemprego pela terceira vez, o prazo aumenta de 6 meses para 24 meses.

Fonte: Jornal Contábil

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Cadastramento para nova rodada do Auxílio Emergencial A PEC Emergencial…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat